terça-feira, 17 de setembro de 2013

Marcas

Minha alma queima
Feridas invisíveis me destroem
Gritando em silêncio
Marcas me corroem

Deixei o tempo curar
Feridas que pra mim
Eram impossíveis sarar
...
Feridas que achei nunca ter fim

Algumas cicatrizaram
Outras continuam ferindo
Finjo continuar
Sempre sorrindo

                            R Cavalcante

Um comentário:

  1. Não finja, viva, sorria, chore, grita, seja assim sempre! muito lindo *-*

    ResponderExcluir

Comente e critique, mas nunca ofenda !