quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Paredes do mais forte concreto
Foram derrubadas com um simples olhar
Um toque e um beijo com o mais puro afeto
Fizeram um coração voltar a pulsar

Uma mão diferente
Um olhar sincero
Um ser atraente
Lapidado no mais puro esmero

Desacorrentou meu coração
Modificou meu senso de noção
Destroçou meu tremor
Me encantou com seu amor

Estou desorientado
Da forma mais boa possível
Acabei meio anestesiado
Amando um ser incrível.

                                  R Cavalcante

domingo, 30 de março de 2014

Algumas "coisas"

Algumas "coisas" queimam a alma.
Algumas "coisas" queimam a alma de alegria.
Algumas "coisas" queimam a alma de tristeza.
Algumas "coisas" queimam a alma de euforia.
Algumas "coisas" queimam a alma de leveza.

São tantos tipos de "coisas", que algumas vezes fingimos que as esquecemos, mas elas continuam lá, queimando nossa alma, nos encandecendo .

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Olheiras

Ontem me olhei no espelho
Irreconhecível as olheiras
Um rosto feito de vazio
E uma mente recheada de asneiras.

As olheiras perturbaram meu sono
Arrancaram milhões de suposições de erro
Eu não conseguia entender
Pois estava cego.

Estava cego sobre as verdades
Verdades dosadas de dores
criadas, inventadas.

Deixariam de ser verdades?
Bebi um gole de cada uma das verdades
que estavam dosadas de dor

Cada dose diminuía minhas olheiras
Porém o vazio continuava.

                                   R Cavalcante

terça-feira, 17 de setembro de 2013

Marcas

Minha alma queima
Feridas invisíveis me destroem
Gritando em silêncio
Marcas me corroem

Deixei o tempo curar
Feridas que pra mim
Eram impossíveis sarar
...
Feridas que achei nunca ter fim

Algumas cicatrizaram
Outras continuam ferindo
Finjo continuar
Sempre sorrindo

                            R Cavalcante

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Fora do Eixo

Des compassado
Des convexo
Des igual
Des humano

Destroços de uma luta
Pairam no ar
Uma luta entre

minhas personalidades

Personificadas cada dia de uma forma

Lutando contra mim
Me cortando
Me envenenando
Me explodindo

Pedaços de mim
Jorram contra eu mesmo

Des compassado
Des convexo
Des igual
Des humano


                                                 R Cavalcante

terça-feira, 28 de maio de 2013

Nós

Quantos mundos
Vidas diferentes
Quantos fundos
Pessoas envolventes

Interessante
Atraente
Fascinante
Envolvente

Misturamos, trocamos
Erramos, acabamos
Brincamos, enganamos

São tantos laços
Tantas defesas
Tantos traços
Tantas besteiras

Tudo para um final
Que nunca saberemos quando
É a vida, afinal
Vivemos errando.

                       R Cavalcante


sábado, 11 de maio de 2013

Asas


Asas

Par de asas
Asas quebradas
Asas Amigas
Asas enjauladas

Asas por todos os lados
Sendo arrancadas, destruídas
...
Asas desunidas